porquelerabiblia02

Não é fast-food!

Saiba como administrar seu tempo de leitura bíblica 

A metáfora bíblica de comer as revelações e mistérios divinos nos exorta continuamente: coma a Palavra, se alimente dela, deguste-a, digira os seus textos. Ou seja, não é fast-food!

A leitura bíblica apressada, casual e irreverente não gera fortalecimento espiritual, pois não é metabolizada no espírito, tornando-se parte de seu viver. Ela não instiga a mente a pensar em Deus, nem conduz a uma experiência de obediência ao Senhor. Pode ser rapidamente ingerida, mas não permanece em nós.

Nossa alimentação espiritual quando realizada como um processo, com calma, com prazer, com degustação profunda, diária, reverente e espiritual nos leva a um relacionamento intenso com Deus, ao conhecimento de Seu caráter e Sua vontade. Isso traz verdadeira transformação na nossa vida.

Conselhos práticos para a leitura e o estudo da Bíblia:

Separe tempo. Escolha um horário que seja compatível com sua rotina. Inicie a leitura e o estudo com uma oração curta adorando a Deus. Lembre-se de que durante todo o estudo do livro, o Autor estará presente. Ore confessando seus pecados e pedindo ao Espírito Santo que o ilumine, assim como o salmista:

“Abre os meus olhos para que eu possa ver as verdades maravilhosas da tua lei” (Sl. 119.18).

Leia várias vezes o mesmo texto. Não leia apressadamente, não corra pelo texto. Leia até absorver seu conteúdo. Durante a leitura atenta e reverente, o Espírito Santo ilumina nossa mente.

Comece lendo um capítulo por dia e naturalmente sua leitura aumentará (em quantidade e qualidade). O arcebispo da igreja da Inglaterra Stephen Langton, que morreu em 1228, dividiu a Bíblia em capítulos para que sua leitura fosse facilitada.

Faça anotações. Marque as palavras-chave e os versículos principais. Anotar o que Deus lhe mostrou é uma forma de aplicar os ensinos bíblicos à sua vida.

Medite em tudo que você ler. Pense naquilo que você leu. Examine o texto. Assimile todo o conteúdo. Reflita. Medite durante todo o dia. Veja a atitude do salmista:

“Como eu amo a tua lei! Penso nela o dia todo” (Sl. 119.97).

Deite-se pensando nas Escrituras. Durma com o desejo de ver Deus no dia seguinte. A Bíblia provoca uma revolução dentro de você.

Memorize versículos. Guarde para sempre a Palavra no seu coração. Leia o versículo em voz alta, decore o tema, decore a referência, decore o texto, recite várias vezes o versículo, anote-o na sua agenda e por toda parte. Se necessário, use post-it no espelho do banheiro, na geladeira, no micro-ondas e em outras partes da casa. Essa é uma técnica que os estudantes costumam usar para se lembrar do que estão lendo.

Não desanime ao ler passagens difíceis. Quando algo lhe parecer muito difícil de compreender, faça como William Both, que costumava dizer: “Estudar a Bíblia é como comer peixe: separe os espinhos e coma a carne”. Deixe os espinhos num canto e depois peça instrução sobre eles a alguém mais experiente. Confie em Deus. Há coisas na Palavra que pertencem a Ele:

“Há coisas que não sabemos, e elas pertencem ao SENHOR, nosso Deus” (Dt. 29.29).