umfuturocheio02

Um futuro cheio de esperança

No final de mais um ano, como terminar bem?

Enfim, chegou o mês de dezembro, e, com ele, o final de mais um ano. Essa é a época de festas, reuniões de família, das férias. É o períodoBox umfuturocheiode que antecede o começo de um novo ano, cheio de novas expectativas, de esperança. Pelo menos, deveria ser assim. Mas, a verdade é que nem sempre nos sentimos assim. Muitas de nós não temos ideia do que o próximo ano nos reserva e vivemos com medo e cheias de incertezas. Como podemos olhar para o futuro com a certeza de que estamos seguras?

A rainha Ester enfrentou um período de receios com relação ao que poderia acontecer com o seu futuro. Criada por seu primo, Mardoqueu, ela era muito bonita e participou de uma “seleção” que escolheria a esposa do rei Xerxes. Quando escolhida, não revelou qual era sua verdadeira origem, não disse a ninguém que era judia.

Um tempo se passou e os judeus passaram a sofrer perseguição e corriam o risco de ser completamente exterminados. Foi a hora de Ester se posicionar. Ela não podia ir até o rei, a não ser que fosse chamada ou que ele estendesse o seu cetro para ela. Amedrontada, mandou um recado a Mardoqueu:

“Vá reunir todos os judeus que estão em Susã, e jejuem em meu favor. Eu e minhas criadas jejuaremos como vocês. Depois disso irei ao rei, ainda que seja contra a lei. Se eu tiver que morrer, morrerei” (Et. 4.16).

Conhecemos o desfecho da história da rainha Ester. Por causa de sua coragem e de seu posicionamento, um povo inteiro foi poupado. Ela teve medo, mas confiou que o seu futuro pertencia ao Senhor.

As lutas do cotidiano, as tristezas e as decisões que precisamos tomar, muitas vezes nos assustam. Começamos a procurar saídas e acabamos entrando em desespero. Como ter esperança quando tudo ao nosso redor vai mal? Quando tudo o que conseguimos enxergar parece obscuro e incerto? Quando o desemprego chegou à nossa casa. Quando nossos filhos estão distantes, fazendo escolhas de morte ao invés de escolher a vida. Como podemos prosseguir em paz?

Em momentos assim, nosso posicionamento deve ser como o de Ester, devemos nos colocar diante de Deus e confiar que Ele cuida de nós, que nada saiu do controle e nem está perdido. É isso o que faz toda a diferença no meio das nossas angústias.

Somos as filhas amadas de um Pai cuidadoso e cheio de amor. Ele compreende as nossas dores, entende as dificuldades pelas quais passamos. Sabendo por tudo o que poderíamos passar, Ele nos deixou em Sua Palavra o apoio e o encorajamento de que tanto precisamos. Além disso, nos deu o Seu Espírito Santo, o nosso querido Consolador, que intercede por nós.

“’Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês’, diz o Senhor, ‘planos de fazê-los prosperar e não de causar dano, planos de dar a vocês esperança e um futuro’”, diz Jeremias 29.11.

O Senhor tem planos de paz para nós, Ele cuida do nosso futuro, da nossa casa, dos nossos filhos, do nosso casamento. Tudo o que precisamos é crer naquilo que ainda não podemos enxergar. Ele é fiel para cumprir a Sua Palavra!

Neste mês de dezembro, mesmo que as circunstâncias mostrem o contrário, tenha fé no que a Palavra diz. Se deixe ser encorajada pelo que Deus fala sobre você e sobre o seu futuro. Não fique olhando para as pessoas ao seu redor, olhe para Jesus. O rei Salomão disse em Provérbios 23.17-18:

“Não inveje os pecadores em seu coração; melhor será que tema sempre o Senhor. Se agir assim, certamente haverá bom futuro para você, e a sua esperança não falhará.”

Jesus deu a Sua preciosa vida por nós naquela cruz. Temos muitos motivos para ter esperança. Que essa verdade tome conta do seu coração e te encha de fé e confiança. Lembre-se de que:

“Toda boa dádiva e todo dom perfeito vêm do alto, descendo do Pai das luzes, que não muda como sombras inconstantes” (Tg. 1.17)

Prossiga para a vida abundante que Ele preparou para você. Lembre-se da história de Ester, ela creu e viu o agir de Deus.

O Senhor vai surpreender você!

 

SuelyBezerra