hasolucaoNOV18

Há solução para a ansiedade!

Reconectando-se com Deus

Uma vez que a ansiedade brota do medo de estar afastado de Deus, é preciso voltar para o Criador a fim de descobrir o perfeito amor que lança fora o medo e caminhar na direção de uma mente que é regida pela paz.

A humanidade está à procura constante da paz. Ela é procurada no dinheiro, no controle das coisas ou das pessoas, nas atividades que lotam nossos dias de tantas coisas para fazer, ou seja, em fontes passageiras, cisternas rotas (Jr. 2.13).

Fiódor Dostoiévski, famoso romancista russo, escreveu: “Existe no homem um vazio do tamanho de Deus”. Esse vazio traz desconforto, medo e ansiedade, mas nós, seres humanos, não sabemos naturalmente como preenche-lo. Até, por vezes, de forma arrogante, muitos de nós pensamos que, se controlarmos o caminho para alcançar a paz, conseguiremos experimentar alguma coisa e então criamos dois tipos de atalhos:

1. Deuses Alternativos: São os ídolos do nosso coração. Qualquer coisa que se torne a razão da nossa vida, aquilo com o que sonhamos acordados e a que dedicamos nossos maiores esforços. No Brasil, uma pesquisa recente revelou que os ídolos mais comuns são a realização pessoal (sucesso), a sensualidade e a liberdade. Mas, na verdade, pode ser qualquer outra coisa que ocupe o lugar que pertence a Deus na nossa vida. Qualquer coisa que valorizamos tanto que, se perdermos ou não conseguirmos alcançar, nos desesperamos. A idolatria está completamente ligada à ansiedade.hasolucaoNOV18

2. Espiritualidades Alternativas: É quando experimentamos várias vertentes religiosas em busca de construir a nossa própria fé e, até mesmo, o nosso próprio deus. É aquele pensamento de que “todos os caminhos levam a Deus”. Isso é muito atrativo porque não exige fidelidade. Muitos, por exemplo, recorrem à meditação para eliminar a ansiedade e encontrar a paz. O povo de Israel fez exatamente isso. Quando Moisés subiu ao monte para falar com Deus e receber Suas instruções, eles se cansaram de esperar, ficaram ansiosos e pediram que Arão construísse um bezerro de ouro para que pudessem adorar (Êx. 32). Deixaram o Senhor de lado e recorreram a outro deus.

Existe apenas um caminho, Jesus Cristo: “Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu darei descanso a vocês. Tomem sobre vocês o meu jugo e aprendam de mim, pois sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para as suas almas. Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve” (Mt. 11.28-30). E Ele mesmo nos disse o que perseguir: “Não busquem ansiosamente o que comer ou beber; não se preocupem com isso. Pois o mundo pagão é que corre atrás dessas coisas; mas o Pai sabe que vocês precisam delas. Busquem, pois, o Reino de Deus, e essas coisas serão acrescentadas a vocês” (Lc. 12.29-31).

É simples como parece. Quando temos um relacionamento íntimo com Jesus e O colocamos como o centro da nossa vida, deixamos que Ele tome o controle de tudo e, enfim, descansamos, somos cheios de paz e não precisamos viver cheios de ansiedade.

Disse Jesus: “Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o coração e a mente de você em Cristo Jesus” (Fp. 4.6-7). Todos nós queremos experimentar essa paz que reina na mente e no coração. Mais do que isso, queremos redenção, queremos ser livres da culpa e experimentar a sensação de alívio e refrigério de quem não precisa mais ficar ansioso com nada. Só o Senhor pode nos dar isso.

A vitória sobre a ansiedade começa quando nos reconectamos com Deus. E a única maneira de fazer isso é através de Jesus, pela humildade e o arrependimento que nos levam a reconhecer que, verdadeiramente, Ele é o caminho, a verdade e a vida (Jo. 14.6).

Nós fomos criados para ter um relacionamento com o nosso Pai. Quem não conhece a Deus como Pai vive ansiosamente. Ele é provedor (Mt. 6.25-27), está sempre cuidando de nós (Mt. 10.29-31), quer nos dar o que desejamos (Mt. 7.7-11), nos dar descanso e tirar o nosso medo e a nossa ansiedade.

Nosso relacionamento com Deus deve ser simples. O Seu convite para nós é: “Eu quero que você viva comigo e eu quero viver com você para sempre”. Não existe a realidade da ansiedade para aqueles que crucificaram suas vontades e nasceram de novo com um novo coração. Reconecte-se com Deus. Aproxime-se dele, e Ele se aproximará de você (Tg.4.8).

 

91QWTAqNd9L

 

 

Esta matéria foi inspirada no livro “Descomplique-se”, do pastor Richarde Guerra, lançado pela editora Thomas Nelson. É uma ótima leitura para quem deseja se aprofundar mais no tema do combate à ansiedade.