ocrescimentoNOV18

O crescimento do líder

Identificamos nesta geração uma forte necessidade do aperfeiçoamento dos santos, como o apóstolo Paulo fala em sua carta à igreja de Éfeso (4.12). Para tanto, é necessária a consciência de que o crescimento do líder é vital para os nossos dias.

Estou convencido de que entender o propósito do crescimento nos levará, como líderes, a um nível mais elevado em nosso ministério e, por isso, alguns passos importantes precisam ser dados e um comprometimento com o crescimento pessoal precisa ser estabelecido.

Um plano de crescimento precisa incluir atividades que mantêm uma pessoa abastecida espiritualmente. Também compreende o cuidado com a saúde, uma alimentação saudável, atividade física regular, tempo para cuidar do casamento e dos filhos. Isso tudo produzirá ânimo novo e eficiência, o que levará o nosso ministério a um nível muito mais elevado.

Em 2 Pedro 3.18, Deus ordena: “Cresçam, porém, na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo”. Para atender a essa expectativa de Deus precisamos de:

1. Organização e disciplina

É necessário desenvolver uma agenda de compromissos diários com horários estabelecidos, que comtemple: tempo com Deus, tempo familiar, atividades profissionais e desenvolvimento ministerial. O êxito no cumprimento dessa agenda exigirá disciplina.

A pessoa disciplinada se dedica a coisas boas e evita os impulsos que levam ao pecado. Além disso, a disciplina é o caminho para a sabedoria, é saber se controlar. Em Provérbios 16.32, Salomão diz: “Melhor é o homem paciente do que o guerreiro, mais vale controlar o seu espírito do que conquistar uma cidade”.

ocrescimentoNOV182. Intimidade

Entendemos por intimidade um profundo relacionamento com Deus através da oração e meditação em Sua Palavra.

Em nossos dias, somos envolvidos com muitas atribuições e tomadas de decisão. A intimidade com o Senhor nos trará discernimento, ação e direção, nos ajudará na solução de conflitos, problemas crônicos e nos preparará e exercitará para a prática do cristianismo.

Também nos tornará mais amorosos, sensíveis e atenciosos, e poupará o tempo na solução de problemas complexos.

3. Compromisso pessoal

Deus espera que cresçamos espiritualmente. Ele deseja que estejamos constantemente desenvolvendo o nosso caráter e as nossas habilidades para ministrar de maneira eficiente.

A maior parte das coisas que acontecem em nossa vida não está em nosso controle, mas uma das coisas que podemos buscar melhorar somos nós mesmos. Quando melhoramos, as situações à nossa volta melhoram também. Quando crescemos como líderes, permitimos que Deus trabalhe no crescimento da nossa célula. Nossa célula só cresce e se multiplica se nós crescermos. Perfeição não é pré-requisito para liderar, crescimento, por outro lado, é.

O apóstolo Paulo disse em sua carta aos romanos: “Assim, cada um de nós prestará contas de si mesmo a Deus” (14.12). Ninguém pode crescer e se desenvolver em nosso lugar. Ninguém pode aprender em nosso lugar. Ninguém pode progredir em nosso lugar. Isso é nossa responsabilidade e devemos fazer por conta própria.

Líderes bem-sucedidos sabem que o crescimento pessoal é um processo contínuo, buscam ferramentas para isso e, a cada dia, desejam se tornar mais parecido com Jesus.

Um líder comprometido com seu crescimento é um discípulo de Jesus que presta contas a seu discipulador (supervisor ou pastor), ele usa essa prestação de contas a seu favor e registra o seu progresso. Seu êxito, fruto de seu crescimento, serve de inspiração para o desenvolvimento de seus discípulos e liderados, para a expansão do Reino e para o alcance de novos discípulos.

 

DouglasTenorio