improvavelJUL18

Improvável

Deus extrai o potencial escondido de cada um

Analisando a história antiga de Israel, desde a morte de Josué até a ascensão de Samuel passaram-se mais de 150 anos. Durante esse tempo, Israel não teve um governo, pelo que Deus instituiu juízes para julgar e orientar o povo. Até a ascensão da monarquia, foram 12 juízes ao todo.

Naquela época, Israel viveu uma degradação moral e espiritual. Os israelitas tinham ignorado as ordens de Josué para destruir os povos da região, instalaram-se no meio dos moradores pagãos e logo começaram a agir como eles. Rejeitar a soberania de Deus em suas vidas lhes trouxe sofrimento nas mãos de povos opressores, como por exemplo os midianitas.

Quando Gideão surge na narrativa bíblica (Jz. 6), Israel estava sofrendo na mão daquele povo havia já sete anos. Eles roubavam os produtos produzidos nos campos pelos hebreus, assassinavam os animais e destruíam tudo a seu passo. Para sobreviver, os israelitas escondiam os alimentos em cavernas. Em meio a esse sofrimento, o Senhor escolhe Gideão para livrar Israel dos seus inimigos.

Fazendo um paralelo com os nossos dias, vemos uma apostasia espiritual em inúmeras coisas. As pessoas estão cegas espiritualmente. Não há mais bom senso, não háBox improvavelJUL18 mais moral, as famílias estão devastadas, as mulheres exibem seus corpos como objetos, as crianças não têm pais presentes. O mundo está muito mais preocupado com o estético do que com o ético.

E para mudar isso, assim como fez ontem, Deus conta com homens e mulheres valorosos. Pessoas chamadas por Ele para interceder e fazer a diferença diante destes dias maus.

Gideão nos ensina quatro lições:

1 Ouvir e confiar

Ao longo de toda a Bíblia Deus utiliza material improvável. A improvável seleção de Gideão, para não mencionar sua surpreendente vitória, é apenas um de muitos casos. Deus não busca as pessoas mais capazes exteriormente, nem os mais naturalmente “bons”. A partir de material improvável Deus realiza grandes coisas, para que o mundo veja que a glória pertence somente a Ele. Gideão questionou seu chamado dizendo que ele era “o último da casa de seu pai” (Jz. 6.15). Talvez você pense isso de você mesmo e diga: “Sou tão pequeno, sem experiência, tímido, eu não consigo cuidar de outros.” Não olhe para essas coisas. Olhe para o fato de que Deus é contigo. É Ele que capacita. Essa frase parece clichê, mas é uma grande verdade: “Deus não chama os capacitados segundo os homens, mas capacita os escolhidos”.

2 Ofertar a vida

Gideão preparou o melhor que tinha - um cabrito e pães sem fermento (Jz. 6.19) - e o entregou como oferta. O fogo do Senhor consumiu a carne e os pães, o que levou este improvável herói a exclamar: “Senhor Soberano!” (v. 22). Ele entendeu ali que Deus está sobre todas as coisas. Até sobre nossas próprias limitações. Por isso, oferte a Deus seus dons e talentos, seu potencial, e Ele consumirá isso com o fogo do Espírito Santo.

Não subestime o poder e a graça de Deus que existe sobre sua vida. Entregue-se por completo como oferta a Ele.

3 Preparar outros líderes

Seguindo as ordens, Gideão reduziu o tamanho da sua tropa: de 32 mil homens para míseros 300. Se um exército com tamanha desvantagem numérica prevalecesse, a vitória totalmente inesperada provaria sem sombra de dúvidas que Deus está no controle e é digno de confiança.

Sabendo o potencial de Gideão, Deus trabalhou com paciência para lhe conceder a coragem necessária; o encorajou, direcionou e, finalmente, transformou. E Gideão fez a mesma coisa com aqueles 300 homens!

Seja ousado! Deixe que o Senhor use sua vida para encher outros com o Espírito Santo.

4 Uma aliança, um mesmo objetivo

Praticamente da noite para o dia, Gideão se torna um enérgico general. Usando ruídos e luzes como táticas de intimidação, sua pequena tropa põe o inimigo para correr. Ele não estava sozinho! Montou uma equipe e aplicou uma estratégia. E na hora “H”, todos gritaram “Pelo Senhor e por Gideão!” (Jz. 7.18) e começaram a batalha. Eles tinham uma aliança.

O triunfo inaugurou uma era de liberdade e a terra teve paz por 40 anos (Jz. 8.28). Diante do improvável, talvez ninguém se sentiu tão surpreso quanto o próprio Gideão. E você também pode se surpreender com o que Deus quer fazer através da sua vida. Então, prepare-se, coloque a sua vida à disposição do Senhor e deixe Ele te usar.

 

JoseDiniz