venhaoteureinoJUL17

Venha o Teu Reino

O desejo que deve arder nos nossos corações

Qual era o tema principal do ministério de Jesus? Muitos respondem que era o amor ou a salvação, mas nenhum deles era o que respondia ao propósito dele estar na Terra. O texto de Marcos 1.14-15 tem um resumo do trabalho desenvolvido por Cristo enquanto andou entre nós. Em todo lugar, Ele proclamava as Boas Novas e dizia:

“O tempo está cumprido, e o Reino de Deus está próximo. Arrependei-vos, e crede no Evangelho.”

Para Jesus o tema principal era o Reino de Deus. Ele ensinou seus discípulos a orar dizendo:Box venhaoteureino

“Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o Teu nome; Venha o Teu Reino, seja feita Tua vontade assim na terra como no céu” (Mt. 6.9-10).

Por isso, se queremos ter uma vida relevante, nosso comportamento – nossas atitudes – tem que responder essa oração.

Mas, o que é o Reino de Deus? Esse conceito nos dá uma ideia de lugar, mas, na verdade, diz a respeito de um tempo. Toda vez que Jesus falava sobre isso, Ele estava se referindo a um momento específico. Talvez ficaria mais claro se falássemos do “reinado de Deus”, porque trata-se de um tempo da história onde o Senhor irá reinar sobre todas as coisas.

A Bíblia diz que estamos vivendo no “presente século” e que ele “jaz no maligno”. E também este tempo tem um Deus, que é Satanás, que “age sobre os filhos da desobediência”. Mas qual era o anúncio de Jesus, dos profetas, dos apóstolos? Está chegando uma era onde Deus irá reinar sobre todas as coisas e “todo joelho se dobrará e toda língua confessará” (Fp. 2.10-11) que Ele é o único rei que existe. Essa era é chamada de Reino de Deus.

Agora, em alguns versículos, Jesus afirma que o Reino de Deus chegou, “está entre vós” (Lc. 17.20-21). Mas, em outros, Ele passa a ideia de que trata-se do futuro. E o grande mistério disso é que ele consegue ser as duas coisas – presente e futuro – ao mesmo tempo. E isso é chave para o entendimento dos Evangelhos, das cartas e de todo o Novo Testamento. O Reino de Deus é futuro em sua plenitude, mas pode ser experimentado hoje. Por que? Porque Deus pegou um rei da “era por vir” e o fez nascer na era presente. Como é que o Reino de Deus pode ser futuro e presente? Porque o Reino está onde o Rei está. E Ele está entre nós.

A Bíblia diz que o Reino começa na Criação. No Jardim do Éden as coisas materiais e as espirituais operavam no mesmo lugar. Era o céu na Terra. Mas, em Gênesis 3 acontece a tragédia: o homem peca. Ao fazer isso, o homem negou o governo de Deus. Ele estava dizendo: “Não preciso do Reino de Deus”. E no momento em que o pecado entra no mundo, essas duas dimensões se separam.

Mas, Deus quer habitar entre nós. Esse é o Seu propósito. A Bíblia começa com um Jardim onde Deus habitava com o homem e termina com a Nova Jerusalém, onde Deus habitará novamente com o homem.

Então, o homem peca, os céus e a terra são separados e Deus diz: “tenho um plano”, e chama Moisés e o desafia a construir um tabernáculo, que nada mais é do que um mini Éden. Um lugar onde céus e terra estavam novamente conectados, onde o sacerdote entraria, sentiria a presença de Deus, receberia Sua orientação e andaria na Sua presença. Tudo após confessar seus pecados e sacrificar um cordeiro.

Em João 1.14 a Palavra diz:

“E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós”.

No original grego essa expressão tem um significado mais profundo: “armou tabernáculo entre nós”. Os judeus que liam esse texto sabiam exatamente o que o apóstolo estava querendo dizer utilizando essa expressão para se referir a Jesus. Porque onde Ele chegava, céus e terra estavam novamente no mesmo ambiente, na mesma dimensão. Onde Cristo passava, o Reino de Deus passava. Porque em aquele espaço havia 100% de santidade.

Mas Jesus não é apenas o tabernáculo. Quando João Batista viu Ele chegando, disse:

“Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo” (Jo. 1.29).

Ele é aquele que morreu no nosso lugar para que a gente pudesse viver o Reino de Deus hoje.

Esse é o desejo que precisa invadir nosso coração. Venha o teu reino! Queremos a totalidade do Reino. Porque não haverá mais choro, fome, injustiça, enfermidades. A terra toda será tomada pela glória absoluta de Deus. Essa é a nossa esperança e o nosso clamor. Venha o Teu Reino!

Esse foi o trabalho de todos na Bíblia. Proclamar o Reino. Clamar pela Sua presença entre nós, para que habitasse entre nós em plenitude. Noé, Abraão, Isaac, Jacó, José, Moisés, Josué, Davi, Salomão, os profetas, Neemias, Esdras. E, finalmente, vem Jesus, habita entre nós e gasta a vida inteira dizendo: “Venha o Teu Reino”. Passa a vida treinando homens, apóstolos, que iriam por toda parte anunciando que existe um outro rei e um outro reino, numa outra dimensão chamada céu, e ele está prestes a invadir essa dimensão e governar sobre todas as coisas. E todos eles deram a vida nesse propósito. O bastão está na sua mão. Chegou a nossa vez. Eles já o fizeram.

O reino virá quando nosso estilo de vida seja de tanta integridade que denuncie o pecado da nossa geração. Então Ele virá. Noé gastou tudo o que tinha para construir uma estrutura que suportasse o juízo de Deus. A eternidade está vindo, e aqueles que não estiverem dentro da arca que chamamos de Jesus não conseguirão estar nessa era que está chegando. Se você crê nisso, gaste tudo o que tem para que essa estrutura seja construída, não de pedras ou de madeira, mas de pessoas! Quando colocarmos a última pedra nessa estrutura, Ele virá.

A natureza está gemendo e clamando, aguardando a manifestação dos filhos de Deus. Gaste sua vida construindo o Seu Reino, alcançando o próximo e fazendo discípulos para Jesus. Porque então Ele virá. Venha o Teu Reino, Senhor!

 

DouglasGoncalves