ameMAR17

AME!

Amar, mentorear e enviar

Certa vez, um homem plantou uma roseira e passou a regá-la constantemente. Assim que ela soltou o primeiro broto que em breve desabrocharia, o homem notou espinhos sobre o talo e pensou consigo mesmo: “Como pode uma flor tão bela vir de uma planta rodeada de espinhos?” Entristecido com o fato, ele se recusou a regar a roseira e, antes mesmo de estar pronta para desabrochar, a rosa morreu.

Muitas vezes semeamos e plantamos em nossa vida, investindo tempo, dons e talentos em um relacionamento; quando surgem as primeiras dificuldades, abandonamos a lavoura, nos afastamos da pessoa, desistimos daquela relação de amizade.Box ame

No caminho de Jerusalém, Jesus encontrou o cego de Jericó, e o que Ele fez? Chamou-o para perto e o incluiu na comunidade. Esse é o maior milagre: a inclusão de todas as pessoas sãs, doentes, ricas ou pobres. Aquele homem vivia à margem da sociedade, cego, solitário e dependente da boa-vontade das pessoas. Jesus está passando pelo caminho e não há lugar para o sofrimento e a miséria humana.

Cristo dá uma lição de acolhimento àquelas pessoas. Pede que levem o cego até Ele, conversa com ele e atende ao anseio do seu coração: voltar a enxergar. O cego, então, volta para casa enxergando!

Para Jesus é muito mais importante dar atenção às pessoas do que às coisas. Aqui é que começa o Evangelho. Como a Bíblia nos ensina, Deus é aquele que ama (1 Jo. 4.7-8). Aquele que acolhe os sonhos, anseios, decepções, frustrações e esperanças.

Se pretendemos imitar nosso Mestre e levar o mundo a uma verdadeira transformação, então o desafio se divide em três partes:

Amar

O texto de João 10.11 mostra Jesus afirmando:

“Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a vida pelas ovelhas.”

E ele apresenta ali um novo patamar de amor. Não o filéo, fraternal, relacionado à família e aos amigos. Mas o ágape, o sacrificial, o doador. Aquele que é incondicional, que não espera nada em troca, que tudo suporta e nunca acaba (1 Co. 13). O amor que não julga o pecado do meu irmão, mas que chora lágrimas de compaixão e misericórdia.

Jesus amou de tal maneira Seus discípulos que, diz o texto de João 13:

“amou-os até o fim.”

Um fim que acabara com Sua vida física, mas que abriu a porta de uma reconciliação Eterna, de uma vida nova. Como o próprio Mestre afirmou em João 10.10:

“Eu vim para que tenham vida, e a tenham em abundância.”

Amar é dar a vida.

Mentorear

Mentorear é estabelecer um relacionamento – de curto ou longo prazo – que o ajudará a maximizar o crescimento pessoal e espiritual da pessoa mentoreada. Trata-se de um relacionamento no qual o mentor ajuda alguém a alcançar seu potencial espiritual e desenvolver os dons e talentos que Deus lhe deu.

Jesus discipulou Seus seguidores. Mas Ele também mentoreou alguns para se tornarem líderes. O apóstolo Paulo seguiu os Seus passos. Ele ouviu de Cristo, ensinou a Timóteo e pediu que ele fizesse o mesmo:

“E o que de minha parte ouviste através de muitas testemunhas, isso mesmo transmite a homens fiéis e também idôneos para instruir a outros” (2 Tm. 2.2).

Mentorear é ver o melhor das pessoas através do Espírito Santo.

Enviar

Trata-se de comissionar alguém. Dar uma missão. Foi isso que Jesus fez com Seus discípulos – e é isso que Ele faz conosco. Os enviou para que ensinem a outros do mesmo modo que foram ensinados (Mt. 28.19-20).

Ele não os enviou de qualquer forma, foram de dois em dois, sem Sua presença. Executaram diversas tarefas e trouxeram os relatórios, assim Jesus avaliava o trabalho deles e continuava a lhes ensinar (Lc. 10.17-20). Seus discípulos se mostravam convictos de sua identidade e de sua função para poderem formar outros e completar sua missão. Enviar é completarmos juntos a missão que Jesus nos deu.

Esse é o nosso grande desafio, não apenas evangelizar e alcançar o próximo, mas fazermos discípulos de Jesus. Assim, Seu Reino será implantado nesta terra e toda a humanidade será transformada por uma força irresistível: o amor de Deus. Lembre-se, amar é dar vida, mentorear é ver o melhor das pessoas através do Espírito Santo, e enviar é completarmos juntos a missão que Jesus nos deu. Por isso, a toda hora e em todo momento: AME!