avisaoMAR17

A visão

Uma imagem do futuro que produz paixão

Família, amor, próximo e discípulos. Tenho certeza de que usando essas quatro palavras como base, poderemos transformar e impactar o mundo. Elas refletem nossos valores e prioridades para alcançar as pessoas através do Evangelho.

A Comunidade da Graça é mais do que apenas uma igreja. A visão que o Senhor me confiou é uma afirmação de como a igreja será quando tudo Box avisaoestiver funcionando segundo Sua vontade. É, literalmente, como será o “céu na terra”. Ou, como Bill Hybells, pastor de uma das maiores igrejas dos EUA, afirma: “a visão é uma imagem do futuro que produz paixão”.

Este ano, a Comunidade completa 38 anos de vida. Desde o começo, o relacionamento de amor, serviço, fidelidade e compaixão entre os membros tem sido uma marca registrada. Cada semana, em todas as Comunidades da Graça espalhadas pelo mundo, as pessoas ouvem sobre Jesus e sobre a Palavra de Deus de forma simples e prática. Por quê? Porque a visão de sermos uma igreja-família, vivendo o amor de Cristo, alcançando o próximo e formando discípulos é nossa paixão.

Família

Não se trata de uma igreja que fala ou ministra apenas sobre família, mas que é formada por pessoas que têm relacionamentos de aliança e fidelidade, se preocupam umas com as outras, e onde os mais maduros cuidam e ensinam os mais jovens. É a família de Deus na terra.

Como está escrito em Efésios 1.5-6:

"Em amor nos predestinou para sermos adotados como filhos, por meio de Jesus Cristo, conforme o bom propósito da sua vontade, para o louvor da sua gloriosa graça, a qual nos deu gratuitamente no Amado."

Assim, cada pessoa que chega na nossa Comunidade receberá muitos abraços, sorrisos e beijos – o ósculo santo, um costume completamente cristão, que o próprio Jesus ensinou a Seus discípulos. É um sinal de amor fraterno. Tudo isso nos faz ser uma igreja-família!

Amor

A igreja é um lugar de aceitação, não de exclusão. As pessoas são amadas sem distinção de cor, raça, sexo, idade, condição social, saúde física. “Vivendo o amor de Cristo” significa amar e servir as pessoas como o próprio Jesus faria, pois a igreja é o corpo cuja cabeça é Cristo.
Jesus nos deixou um mandamento:

“Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei” (Jo. 15.12)

E disse que essa seria precisamente a marca, o referencial, que identificaria aqueles que são verdadeiramente Seus discípulos. O amor se expressa e se experimenta nos relacionamentos interpessoais. Não estamos falando aqui de empatia. Estamos falando do amor sacrificial de Jesus, aquele que se doa, se entrega pelo próximo. É ali que o Espírito Santo se manifesta. É ali que Jesus habita. É ali que Deus é exaltado, porque Ele é amor (1 Jo. 4.8).

Próximo

Em todo tempo, a visão envolve uma questão: o próximo, o relacionamento. O nosso próximo é muito importante e queremos ajudá-lo e servi-lo. Uma questão chave para a construção de uma sociedade melhor é o fato de que toda pessoa possa experimentar dignidade e ter oportunidades, por isso acreditamos na missão integral do evangelho: atender as pessoas em suas necessidades básicas e levar o evangelho da salvação.

Alcançar o próximo significa evangelizar as pessoas com as quais nos relacionamos, a partir da nossa casa (cônjuge e filhos), amigos, familiares, colegas de escola, de trabalho, vizinhos e assim por diante. É enxergar os que nos cercam, prestar atenção e ver como podemos melhorar suas vidas, como podemos apresentar Jesus a eles.

Somos cientes de que somos embaixadores da paz (2 Co. 5.20 e Hb. 12.14), agentes de transformação, para fazermos deste mundo um lugar onde o Seu Reino se multiplica e Sua glória se manifesta.

Discípulos

As pessoas precisam saber o quanto são amadas por Deus e por nós, e precisam ter claro que o Pai lhes deu um propósito de vida. Muitos passam dia após dia procurando entender por que e para que estão neste mundo, e a resposta que eles estão procurando está em Cristo. Nossa vida somente alcançará a plenitude quando vivermos nosso propósito. Deus quer que sejamos discípulos de Jesus e nos tornemos cada dia mais parecidos com Ele.

O próprio Jesus nos ensinou que fazer discípulos é a grande prioridade da igreja:

“Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até a consumação do século” (Mt. 28.19-20).

Nossas células se reúnem durante a semana para orar, ler a Bíblia e compartilhar a vida juntos. Por que fazemos isso? Porque é através do relacionamento e do discipulado que poderemos descobrir nosso propósito, nos tornar mais parecidos com Jesus e viver a plenitude de Deus!

Essa é a grande visão da Comunidade da Graça. Essa é a imagem do futuro que produz paixão nos nossos corações e que nos desafia a continuar, a cada dia, trabalhando incondicionalmente para cumprirmos com o propósito que o Senhor nos confiou. Louvado seja o Seu nome!

 

CarlosAlbertoBezerra02