boassementes02

Boas Sementes

Projeto da FCG ensina o verdadeiro significado da Páscoa e presenteia crianças com chocolates

“Uma lembrança do amor infinito que Deus tem por nós.” É assim que a adolescente Isabella Rodrigues Figueiredo Cunha explica o significado Box boassementesda Páscoa. Para ela, esse amor precisa ser espalhado para que todos o conheçam e tenham suas vidas transformadas. Essa é uma verdade também para a Fundação Comunidade da Graça, que, a cada ano, procura levar a história da ressurreição de Jesus e muitos chocolates a crianças carentes.

Administradora de cinco creches – os CEI Espaço da Comunidade – na zona leste de São Paulo, a FCG atende mais de 1.500 crianças, proporcionando-lhes educação, alimentação e apoio às famílias. Segundo Flávia Barnabé, supervisora pedagógica da instituição, “nós temos um compromisso de semear boas sementes como o amor, a alegria, a amizade e, sobretudo, a Palavra de Deus.” E daí vem a importância de um projeto como a Páscoa Solidária, uma festa realizada em cada unidade de CEI, onde as crianças participam de momentos de muita alegria.

“Além de poder proporcionar um pouco mais de diversão e entretenimento com atividades diferenciadas no dia a dia da creche, nosso principal objetivo é levar nossos alunos ao correto entendimento do significado da Páscoa”, explica Flávia. “Atribuímos a essa festa, valores e princípios bíblicos.”

A programação especial conta com muitas brincadeiras, música e chocolates. E, para isso, a FCG conta com a ajuda de outras instituições. Como em todos os anos, o Colégio da Comunidade participa arrecadando chocolates entre os alunos e levando-os para fazer a entrega e participar do dia de comemoração com as crianças. Neste ano, as Comunidades da Graça Sede, Ermelino Matarazzo, Itaim Paulista, São Mateus e Itaquera também estão participando da arrecadação, além dos colégios Integrar e Dinâmico.

Isabella é aluna do Colégio da Comunidade e já participou do projeto em outros anos. Ela acredita que isso mostra a solidariedade que a escola tem com o próximo e incentiva os alunos a fazerem o mesmo. “Eu acho que é muito importante participarmos de um projeto como esse, porque não deixa apenas as crianças das creches felizes, mas nós, os que ajudamos, também”, diz.

Junto com os colegas de classe, ela pôde experimentar de momentos únicos, em que viu o amor de Deus sendo transbordado àqueles que ainda não O conhecem. “Quando estivemos lá eu me senti muito amada, como se as crianças estivessem lá para mim, e não o contrário”, conta. “Colocar um sorriso no rosto de uma pessoa é uma das coisas mais importantes da vida.”

Em 2016, a Fundação Comunidade da Graça pretende alcançar mais de 2.500 pessoas com as doações, levando-as além dos CEI e envolvendo crianças de outros projetos da organização, como o Programa Primícias, a Casa Abrigo e o SASF, e as mulheres da Penitenciária Feminina de Santana.

“Contamos com a solidariedade de pessoas que amam através da ação, que queiram vivenciar a fraternidade e o amor”, comenta Flávia, que ressaltou a importância das doações e do trabalho dos voluntários para alcançar o objetivo.