amandaDEZ17

Amanda

“Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o sino que ressoa ou como o prato que retine. Ainda que eu tenha o dom de profecia, saiba todos os mistérios e todo o conhecimento e tenha uma fé capaz de mover montanhas, se não tiver amor, nada serei. Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada disso me valerá” (1Co. 13.1-3).

O famoso texto do apóstolo Paulo – normalmente usado em casamentos ou para falar de relacionamentos amorosos – fala sobre a primazia do amor, sobre a sua importância acima de todos os dons e capacidades.

O amor transforma. Restaura, reconcilia, refaz. E isso não só com aqueles que são alvo dele, mas também com os que o expressam. Deus é tão maravilhoso que deu ao ser humano a oportunidade de amar com atitudes, com palavras e com serviço, e ainda ser transformado por isso.

Amanda entende bem o que é ser transformada pelo amor. Hoje casada e com uma filhinha de três anos, ela se lembra de ser levada por seus pais à Comunidade da Graça Sede. Nasceu na igreja, como ela mesma conta. Até que, um dia, tomou a sua própria decisão de entregar a sua vida a Jesus. Se batizou e Box amandaDEZ17passou a viver como seguidora de Cristo, buscando conhecê-lo para ser cada vez mais parecida com Ele.

O tempo foi passando e chegou o momento de escolher uma profissão. Pela facilidade com a área de biológicas, entrou na faculdade de Biologia. Mas estudar os animais e as pessoas tão de longe não era o que ela queria. Não demorou muito para desistir do curso. Na busca por outras alternativas, se lembrou da Odontologia e decidiu tentar. Dessa vez, apaixonou-se pelo que estava estudando e descobriu com o que gostaria de trabalhar para o resto da vida.

Certo dia, em um culto da CG Sede, Amanda teve uma experiência diferente. Participando do momento de louvor, ela percebeu que o homem que estava ali ministrando, não estava apenas levando as pessoas a adorar a Deus, mas estava em seu próprio momento com o Senhor, em sua própria expressão de adoração. Era algo pessoal, profundo. “Naquele dia, eu orei ao Senhor e disse que também queria expressar a minha adoração a Ele de uma maneira tão linda como aquela. E Ele me disse que havia me dado um talento para fazer isso”, conta. Ela entendeu que a sua expressão de adoração viria através da sua profissão, da odontologia.

Pensando em como poderia fazer isso, Amanda se lembrou da Fundação Comunidade da Graça. Ela ouvia falar da FCG nos cultos, até fazia algumas doações, mas não conhecia profundamente aquele trabalho. Foi então que ela descobriu a Policlínica Caritas e encontrou o lugar onde poderia adorar ao Senhor, servindo e amando as pessoas.

Assim que terminou a graduação, ela entrou em contato com a FCG e se tornou voluntária. Antes mesmo de ter um emprego como dentista, ela já atendia pacientes no consultório da Fundação.

Hoje, ela continua o seu trabalho abençoando muitas pessoas. Trabalha voluntariamente uma vez por semana e atende também em seu consultório, que conseguiu montar pela graça de Deus.

Quando perguntada sobre a transformação que o trabalho voluntário tem em sua vida, Amanda se emociona: “Meus colegas de profissão não entendem por que eu faço isso, eles dizem que meus honorários são muito altos para eu usar meu tempo sendo voluntária. Mas quando um paciente se levanta da cadeira e me agradece com um sorriso no rosto, eu vejo que Jesus está sorrindo de volta para mim, e isso não tem preço”. Esse é o amor que transforma.